• Nelson Melo

Barbeiro que trabalha na Jordoa fala sobre retorno da clientela

Enquanto o fim da pandemia da Covid-19 ainda está tão distante quanto as naves espaciais Voyager 1 e 2 em relação ao planeta Terra, os vários segmentos da sociedade tentam superar os obstáculos com os recursos que encontram nessa luta entre Davi e Golias. Os negócios foram afetados pelo fenômeno do novo coronavírus, assim como as instituições públicas. As pessoas estão se adaptando ao “novo normal”, enquanto aguardam o retorno do “antigo normal” com muita fé, como é o caso do barbeiro Gilberto Costa Alves, que possui um salão de beleza no bairro Jordoa, em São Luís/MA. Ele falou que, aos poucos, a clientela está voltando ao seu estabelecimento.

O experiente barbeiro Gilberto Costa Alves tem mais de 20 anos trabalhando no ramo

Em entrevista que concedeu ao meu site, o profissional, que é proprietário do salão “Gilberto Barber”, contou que, durante o período de fechamento dos comércios na Grande Ilha – São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa, o faturamento caiu aproximadamente 40%, uma vez que as pessoas quase não saíam de casa, com medo de contraírem o novo coronavírus ou respeitando as restrições decorrentes dos decretos estaduais/municipais. Além disso, evidentemente, a rigidez das medidas de prevenção surtiu efeito direto no setor comercial em geral, do micro ao grande empreendedor.

Com a flexibilização das atividades comerciais, os clientes, paulatinamente, retornaram ao estabelecimento de Gilberto. “Já está voltando à normalidade, podemos dizer assim, com relação à presença das pessoas no meu salão. Isso está acontecendo depois de um período muito difícil para nós profissionais. Aliás, para o comércio como um todo”, declarou o entrevistado. Ele destacou que, obedecendo às normas sanitárias, alguns procedimentos foram adotados no ambiente de corte de cabelos, para evitar a proliferação da Covid-19.


O entrevistado falou que os clientes estão retornando aos poucos nessa pandemia

“Aqui, temos álcool em gel disponível para que os clientes higienizem suas mãos. E todos os clientes devem, obrigatoriamente, utilizar máscaras de proteção ao adentrarem no salão. Eu também uso a máscara, claro. São medidas simples, mas que mantêm a vida”, esclareceu Gilberto Costa Alves, cuja barbearia recebe todas as faixas etárias.

Experiência profissional

Gilberto Costa Alves, que se congrega na Igreja Batista, tem muito tempo na praça, como falam na linguagem popular. Como barbeiro, ele já tem 23 anos atuando na profissão, o que possibilitou que acumulasse uma experiência significativa no ramo. Nascido na capital maranhense, o entrevistado descobriu a habilidade com as tesouras e a máquina ainda jovem, quando era adolescente. Entre vários cortes de cabelos, aprimorou seu talento sempre pautado na humildade. Trabalhando com dedicação, conseguiu inserir seu nome no mercado até ser dono do próprio negócio.


Diversos cortes de cabelo são realizados no salão de Gilberto para todas as faixas etárias

“Por falta de opção de emprego, decidi fazer um curso no Senac e essa escolha tem dado certo. Eu tenho procurado me atualizar a cada dia, para atender ao meu público. A gente tem que se renovar cada vez mais, porque a clientela fica cada vez mais exigente, por conta de novos cortes que vão surgindo”, enfatizou o profissional. O salão dele fica localizado na Rua Teixeira de Melo, nº 140, sala 103, no primeiro andar, no bairro Jordoa, nas proximidades do Hemomar.

Os interessados em agendar um corte de cabelo e outros serviços podem entrar em contato pelo seguinte número: (98) 98803-9189 (WhatsApp). No instagram do salão (@gilbertobarber), há várias imagens do trabalho dele na barbearia.

30 visualizações

© 2019 por Nelson Melo.