• Nelson Melo

Evento será realizado em prol das mulheres vítimas de violência doméstica

Eu sou pesquisador da área criminal, com foco no crime organizado. Embora a minha ênfase seja facção criminosa, também estudo outros fatores que contribuem para a instabilidade social, como, por exemplo, a violência contra as mulheres, nos mais variados âmbitos, incluindo o feminicídio. Sobre esse tema, o Comando de Segurança Comunitária (CSC), da Polícia Militar do Maranhão, por meio da Patrulha Maria da Penha (PMP), promoverá a 2ª edição do “Pré-Carnaval Solidário”, que acontecerá na noite deste sábado (8), na região metropolitana de São Luís/MA.



O evento do CSC será realizado para ajudar as vítimas de violência doméstica em São Luís



O evento é realizado em prol das mulheres que são vítimas de violência doméstica e atendidas pela Patrulha Maria da Penha. A festa ocorrerá no Espaço Tiradentes, localizado nas dependências do Comando de Segurança Comunitária, no bairro Olho d’Água, na capital maranhense. Na oportunidade, será comemorado o aniversário de três anos de atuação da PMP, sobretudo em São Luís. Para participar, a pessoa deverá levar uma cesta básica, que dará direito a um kit contendo camisa e copo personalizados.


Convém ressaltar que as cestas básicas arrecadadas serão doadas às mulheres em situação de vulnerabilidade social atendidas diariamente pela Patrulha Maria da Penha. O evento contém uma vasta programação, com apresentação de Erickson Andrade, Banda de Música da PMMA e Bruno Shinoda. A festa começará a partir das 19h. O ponto de referência é ao lado do Posto Paloma (posto de combustível).


Pesquisa paralela


No ano passado, foi exibida uma reportagem na TV Mirante sobre o feminicídio. Na ocasião, eu fui um dos entrevistados, sendo que discorri sobre o perfil criminal dos autores dessa conduta. Trata-se de uma pesquisa paralela que estou fazendo, mas o meu estudo principal é o “homem vida loka”, como chamo o integrante de facção criminosa. Estou seguindo uma tendência verificada nos Estados Unidos da América (EUA), onde o FBI possui, detalhadamente, a psicologia de criminosos, como serial killer e estuprador em série.



A violência doméstica é uma conduta que mostra a personalidade oculta do agressor



Essa pesquisa ainda está incompleta. Em breve, divulgarei o resultado do que apurei acerca do comportamento padrão dos autores de feminicídio, que é uma qualificadora do crime de homicídio. Talvez, eu até escreva um livro sobre esse tema. Gostaria de frisar que, neste ano ainda, serão lançados um romance policial e o terceiro livro da quadrilogia “guerra urbana”, que estou escrevendo.

15 visualizações

© 2019 por Nelson Melo.