• Nelson Melo

Festejo de Ribamar inicia hoje e não terá nenhuma romaria/procissão

“Vão com a força do Espírito Santo e sejam minhas testemunhas (At 1,8)”. Este é o tema do “Ano Missionário Arquidiocesano 2020”. A frase, que possui um sentido muito profundo sobre a nossa missão espiritual na Terra, está em destaque no cartaz digital referente ao “Festejo de São José de Ribamar”, que começou nesta terça-feira (1°) e se estenderá até o próximo dia 27 de setembro, na cidade balneária, na região metropolitana de São Luís/MA. Por conta da pandemia da Covid-19, não haverá romarias e procissões na edição deste ano.

O "Festejo de São José de Ribamar" começou hoje e se estenderá até o dia 27 de setembro



Segundo informações que estão disponíveis no instagram do Santuário de São José de Ribamar, que tem como reitor o padre Cláudio Roberto, as novenas, ladainhas e bênçãos acontecerão dento das santas missas. A maioria das celebrações, inclusive, serão ao ar livre, para evitar a concentração de pessoas em ambiente fechado, em virtude do novo coronavírus. Importante dizer que o Santo Terço será realizado todos os dias durante o festejo, sempre às 18h. Além disso, as missas ocorrerão de segunda-feira a sábado, nos seguintes horários: 9h, 12h, 15h e 19h.

Outra informação importante é que, aos domingos, por outro lado, as missas ocorrerão às 6h, 9h, 12h, 15h e 19h. As lives e transmissões, porém, serão feitas nos horários das 15h, 19h e 20h. O Santuário de São José de Ribamar, que tem como vice-reitor o padre Gutemberg Feitosa, pediu aos fiéis que não esqueçam de comparecer aos locais usando máscaras de proteção e que façam a higienização das mãos com álcool em gel. Advertiu, ainda, para que fique em casa quem está incluído no grupo de risco para a Covid-19, para evitar que contraia a doença.




A tradicional "Grande Romaria Caminho de São José de Ribamar" não será realizada

Histórico

(texto retirado do site do Santuário de Ribamar)

Diz a lenda que um navegador português, após ter se desviado de sua rota, esteve prestes a naufragar, em plena baía de São José, por causa de uma tempestade. Tendo invocado a intercessão do santo, o navegador viu a tempestade cessar. Grato pela ajuda de São José, decidiu erguer uma capelinha de frente para o mar. Para isso, trouxe de Portugal uma imagem de São José.



Padres Cláudio Roberto e Gutemberg Feitosa estão à frente do Santuário de Ribamar

Tempos depois, sem que ninguém percebesse, os moradores de Anindiba dos Indígenas, hoje Paço do Lumiar, levaram a imagem para a igreja do povoado. Contudo, misteriosamente, ao amanhecer, notaram que a imagem de São José voltara à sua capela de origem. Mais uma vez os moradores de Anindiba levaram a imagem para sua igreja e colocaram sentinelas para tomar conta. Mas, São José, depois de ter transformado seu cajado em luzeiro, desceu, protegido por santos e anjos, de Anindiba para a capela de Ribamar.

O caminho por onde São José passou ficou repleto de rastros de luz. Assim, os moradores de Anindiba entenderam que São José desejava ficar em sua capela de frente para o mar. Conta-se ainda, que, tempos depois, a capela de São José foi reconstruída de frente para a entrada da cidade, contudo, as paredes da nova igreja ruíram inúmeras vezes. Só então os devotos perceberam que a igreja deveria ficar como antes, de frente para o mar. O atual prédio da igreja matriz teve a construção iniciada em março de 1915, sendo concluído dois anos mais tarde.

A história do santo padroeiro está diretamente relacionada à fundação da cidade balneária

Paróquia São José de Ribamar - Em 29 de abril de 1942, Dom Carlos Carmello de Vasconcellos Motta, arcebispo de São Luís do Maranhão, elevou o curato (aldeia, povoado) de São José de Ribamar à categoria de Paróquia amovível com o mesmo orago (santo padroeiro) e a mesma Matriz. Santuário Arquidiocesano São José de Ribamar - Em 09 de setembro de 2011, por ocasião da abertura do Festejo do Glorioso São José de Ribamar, Dom Frei José Belisário da Silva, OFM, arcebispo de São Luís do Maranhão, criou o Santuário Arquidiocesano São José de Ribamar.


O Complexo Santuário é composto por: Igreja Matriz de São José de Ribamar, Centro Pastoral, Salão Paroquial, Casa dos Milagres, Praça São José (caminho de São José), Concha Acústica, Cripta (sob a Concha), Gruta de Nossa Senhora de Lourdes, Monumento a São José, Museu dos ex-votos.

29 visualizações

© 2019 por Nelson Melo.