• Nelson Melo

Hábitos alimentares saudáveis na pandemia serão abordados em live

Controlar o apetite não é uma tarefa fácil. Desde épocas mitológicas, isso é mais a exceção do que a regra, embora os deuses gregos tivessem uma rotina alimentar restrita ao néctar e ambrosia. Não podemos esquecer que, em “O Banquete”, oferecido por Platão, Pausânias lembra aos convidados que todos deveriam beber com moderação. Em época de pandemia, como a que estamos vivenciando, essa advertência do personagem significa a sobrevivência, uma vez que hábitos alimentares saudáveis representam a continuidade da vida, como os jornalistas Nelson Melo e Cíntia Araújo explicarão em uma live que será transmitida nessa quarta-feira (19).

A live será transmitida no instagram de Cíntia Araújo na noite dessa quarta-feira (19)

Coordenadora do Núcleo Digital do Grupo Mirante, Cíntia Araújo expressou que, cada vez mais, as pessoas estão buscando uma qualidade de vida melhor, e a chave para isso é a alimentação saudável. “Não somente na pandemia, mas, quando tudo isso acabar, é importante que essa rotina permaneça, para que seja criado um hábito, no sentido de nos alimentarmos bem. Na verdade, é desafiador para nós, que estamos acostumados a comermos vários coisas, aquelas ‘besteiras’, digamos assim, ao longo da nossa vida. Então, é uma decisão. Tipo: a partir de agora, irei me alimentar bem”, frisou ela.

A jornalista explicou que a importância desses hábitos repercute em vários segmentos da nossa vida, como no envelhecimento, na disposição e na saciedade. Desse modo, evita várias doenças, como a obesidade, e problemas psicológicos, uma vez que o cérebro é beneficiado com essa mudança de conduta. Nelson Melo compartilha esse pensamento, pois saúde física e saúde mental estão intimamente relacionadas, de tal forma que o corpo sente quando a mente está instável, como Sigmund Freud destacou durante seus trabalhos na esfera da Psicanálise.

“O escritor francês Marcel Proust disse certa vez que a comida pode também trazer à tona a sua própria história. Assim sendo, podemos colocar na memória momentos de prazer ao nos alimentarmos, mas um prazer disciplinado, ou seja, não algo desregrado, como se o mundo fosse acabar logo após a refeição. Alimentação saudável é um estilo de vida, porque promove o autoconhecimento, por meio da reflexão sobre como estamos cuidando da nossa saúde”, pontuou Melo. Para o jornalista, a pandemia do novo coronavírus está contribuindo, de certo modo, para que as pessoas modifiquem a forma como se observam.

Alimentação saudável tem a ver com a forma como nos vemos internamente todos os dias

Por este motivo, uma alimentação saudável melhora a nossa qualidade de vida e ajuda a reduzir as chances de desenvolvermos vários problemas. No Marketing, os teóricos mencionam a diferença entre necessidade e desejo, sendo que, no primeiro caso, existe um vínculo com questões fisiológicas. No segundo caso, por outro lado, existe um vínculo com questões psicológicas. Nessa pandemia da Covid-19, devido à angústia e medo, muitas pessoas estão descarregando os sentimentos de incerteza com relação ao futuro nos alimentos.

Como resultado, a imunidade cai, o que é uma porta aberta para o novo coronavírus e outras doenças, como Hipertensão Arterial e problemas cardiovasculares. Manter o controle sobre nosso comportamento alimentar é importante para preservarmos a saúde em um sentido amplo, o que promove um bem-estar biopsicossocial. O assunto, evidentemente, é interessante na teoria e na prática. Então, não percam a live, que será transmitida pelos jornalistas no instagram de Cíntia Araújo (@cintiaaraujo10), às 20h dessa quarta-feira.

12 visualizações

© 2019 por Nelson Melo.