• Nelson Melo

Podcast de jornal ganha renovação com participação de estagiárias

A maturidade é algo que não tem nada a ver com idade cronológica ou psicológica. Essa virtude está mais relacionada à forma como as pessoas enfrentam determinadas situações adversas. Dependendo da nossa reação, esses momentos podem ser observados como desafios. É dessa maneira que as estagiárias Kethlen Mata e Bárbara Lauria estão lidando com as oportunidades da vida. No Jornal O Estado, elas estão se revezando para apresentar o podcast policial “A Ronda”, juntamente com o experiente repórter Ismael Araújo.


Ismael Araújo e Kethlen Mata gravaram o podcast na tarde desta quinta-feira (Foto: De Jesus)

Nesta quinta-feira (20), Kethlen gravou o podcast ao lado de Ismael, sob a supervisão técnica do jornalista Eduardo Lindoso, outro grande nome do Jornal O Estado. A estagiária e Araújo falaram sobre golpes cometidos por bandidos em condomínios localizados na Grande Ilha – São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa. Os criminosos estão aproveitando que as pessoas estão ficando mais tempo em casa, por conta da pandemia da Covid-19, para se passarem por funcionários de várias empresas prestadoras de serviço, a fim de enganar os moradores e subtrair objetos.

Kethlen Mata admitiu que sentiu um pouco de apreensão, que é normal por conta do desafio de gravar um programa de sucesso do Jornal O Estado, mas se saiu bem, pois estudou o tema com afinco e dedicação. A presença de Ismael Araújo e Eduardo Lindoso, evidentemente, deu um pouco de confiança para a jovem, que percebe as circunstâncias da vida como oportunidades para aprimorar suas habilidades e conhecimentos. Todos sabemos que, na universidade, nós aprendemos mais a teoria do que a prática. Desse modo, o trabalho em si na área de estudo é fundamental para concluirmos como as coisas realmente funcionam.


Eduardo Lindoso (ao fundo) é fundamental para o podcast no apoio técnico (Foto: De Jesus)

Na vida, assim como no jornalismo, também existe “deadline”, pois há prazos para entregarmos uma demanda, que pode ser um abraço de admiração ou um aperto de mão de reconciliação. Para Bárbara Lauria e Kethlen Mata, essa realidade só pode ser assimilada quando estamos na experiência, como o filósofo argelino Albert Camus ensinou, ou seja, quando não ficamos parados apenas observando os fatos passarem. A notícia corre na velocidade do vento. Mas não é invisível. Podemos notar nos episódios cotidianos as palavras que iremos utilizar em uma matéria ou reportagem.

Essa maturidade das estagiárias igualmente pode ser percebida nos vídeos que gravam para o caderno “Alternativo”, do referido jornal, sob a coordenação de Bruna Castelo Branco. No programa, as duas estudantes de Jornalismo abordam questões referentes ao cinema e temas afins. “Em cada episódio, nós damos a indicação de um filme ou série. A gente passa a sinopse, o trailer, dentre outras coisas. Fazemos isso, claro, de maneira descontraída”, comentou Kethlen Mata.

As estagiárias Kethlen Mata e Bárbara Lauria estão se destacando no Jornal O Estado



Importante destacar que “A Ronda” estará no ar no sábado (22), no portal do Jornal O Estado. Com a presença das estagiárias, o programa ganhou uma renovação que, sem sombra de dúvidas, acrescentou mais qualidade ao contexto semântico e audiovisual do podcast.

69 visualizações

© 2019 por Nelson Melo.